Hoje em dia temos ao redor de nosso país grandes possibilidades de crescimento espiritual. As dores cansaram os corações orgulhosos e vaidosos, e a promessa de supremacia política e econômica se mostrou tão equivocada, derrocando o império de ilusão que muitos se atiraram. Hoje, quais são as promessas de futuro material que os jovens acalentam na alma? Hoje não parece ser o necessário melhor negócio que a opulência incerta e canibalista? Mais e mais o interesse pelas questões espirituais. Mais e mais o interesse pela satisfação do próximo como condição necessária para nossa própria felicidade. Não é lindo ver o jardim florescer e verdejar novamente? Mas não nos enganemos, estes são apenas os primeiros indícios do futuro. O nosso mundo, ainda em provas e expiações, tem muitas dívidas da consciência a serem saldadas, para que o homem possa estabelecer a paz relativa no trabalho que lhe compete enquanto encarnado. Estejamos prontos para o bom combate. Estejamos prontos para auxiliar e amparar aqueles que ainda carecem do alimento espiritual. Não são poucos os que padecem miséria de conhecimentos espirituais. Sejamos enfáticos perante os princípios da caridade. Não deixemos que passem a dor desoladora do medo no porvir, no carinho de um pai que existe, mas recusam-se a vê-lo. A paz de Deus não pode chegar nos corações humanos se eles não compreendem os sentimentos inerentes da natureza solícita de Deus manifesta na harmonia do Universo. Que nós possamos, amados amigos, ensinar com a didática apropriada ao nível escolar dos irmãos em sua particular escada de evolução. Não violentemos opiniões, mas instruamos com o máximo de caridade. E não nos deixemos enganar pela tola vaidade, senão pagareis, com remorso, o vosso mal procedimento na possível iluminação que poderíeis ter obtido. Amai os vossos irmãos mesmo na ignorância e na infelicidade em que ainda se comprazem. Não nos consta que Deus descesse da harmonia do Universo para nos atirar indiferença ou decepção. Apenas amemos! E amando seremos capazes de instruir e amparar nos mesmos preceitos do Cristo. Fiquem na santa paz do senhor, amém.

Sem assinatura